Marketing digital para consultórios odontológicos: o que pode e não pode

Você sabia que determinados profissionais não podem usufruir da publicidade, propaganda e/ou marketing para alavancarem os seus negócios? O dentista é um desses.

Isso porque, de acordo com a Lei Federal 8.078/90, do Código de Defesa do Consumidor, o cirurgião-dentista é um prestador de serviços. Por conta disso, qualquer material divulgado por ele pode ser considerado como uma parte do contrato firmado com o paciente – mesmo quando não escrito.

Ou seja, caso o dentista anuncie um de seus procedimentos ou tratamentos odontológicos em um outdoor, ou até mesmo nas redes sociais, o paciente pode cobrá-los como resultado final e, se não correspondido, o profissional pode passar por um processo ou por medidas disciplinares do Conselho Federal de Odontologia (CFO) ou do Conselho Regional de Odontologia (CRO).

Para evitar que isso aconteça, descubra abaixo algumas normas de publicidade para a área odontológica, dos Conselhos Regional e Federal de Odontologia, regidas pelo capítulo XIV do Código de Ética Odontológica e pelo Artigo 7º da Lei 5.081/66.

O que pode ser divulgado:

  • A área de atuação, além dos procedimentos e técnicas de tratamentos – porém, desde que precedidos do título de especialidade registrada no Conselho Regional.
  • As especialidades do cirurgião-dentista – essas inscritas no Conselho Regional.
  • Os títulos de formação acadêmica stricto sensu e do magistério relativos à profissão.
  • O endereço do consultório odontológico e seu horário de funcionamento, além do telefone, fax e e-mail.
  • Os convênios, credenciamentos e atendimentos domiciliar e/ou hospitalar.
  • A expressão clínico geral – contudo, apenas pelos profissionais graduados ou especializados nessa especificidade.
  • Vídeos de animação gráfica que representem técnicas e/ou procedimentos cientificamente comprovados.
  • Artigos que objetivem a orientação e conscientização da população quanto à saúde bucal.

E o que não pode ser divulgado:

  • Fotos e/ou vídeos de pacientes durante os procedimentos ou tratamentos odontológicos.
  • Fotos e/ou vídeos dos resultados dos procedimentos ou tratamentos odontológicos feitos nos pacientes – o popular antes e depois.
  • Fotos, vídeos e/ou textos de procedimentos ou tratamentos odontológicos sem comprovação científica, ou que não pertençam ao âmbito odontológico.
  • Fotos e/ou vídeos das condições bucais de pacientes, a fim de obter opiniões e/ou diagnósticos.
  • Comentários que difamem técnicas comprovadas cientificamente adotadas por outros profissionais.
  • Preço do serviço prestado, assim como gratuidades, descontos, promoções, brindes e/ou vantagens.
  • Título de especialização em área desconhecida pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO).

E você, sabia dessas regras? Para mais dicas e conteúdos como esse, continue acompanhando nosso blog!

Como se destacar no Linkedin? Confira dez dicas para obter sucesso na rede social corporativa

Descubra agora como se destacar no Linkedin!

Hoje em dia as pessoas usam muito as redes sociais para o lazer. Compartilhar momentos e aproximar pessoas é a proposta da grande maioria dessas redes, como, por exemplo, Facebook, Instagram, Twitter, Pinterest e Tumblr, algumas das maiores plataformas do mundo virtual.

Mas, o LinkedIn, em especial, é diferente. Rede social de negócios lançada em 2003, tem como objetivo estabelecer conexões profissionais. Através da criação de um perfil na plataforma, o usuário monta seu currículo virtual, adiciona pessoas e estabelece um networking online.

E se tratando de uma ferramenta tão importante e popular – com mais de 225 milhões de membros –, é necessário que o usuário saiba fazer uso do LinkedIn da melhor forma possível, pois qualquer deslize pode custar uma vaga de emprego.

Dessa maneira, nós selecionamos dez dicas para você melhorar seu perfil e aproveitar ao máximo os benefícios dessa rede social.

1 – Adicione uma foto de perfil
Para se destacar no linkedin, os recrutadores e as empresas, a imagem pessoal conta muito, por isso, é importante apresentar uma foto de perfil que seja profissional e adequada a sua profissão.

2 – Personalize a URL
Para se destacar nas ferramentas de busca, e deixar a URL mais agradável, – eliminando aquela sequência de letras e números aleatórios –, personalize o link do seu endereço de perfil com nome e sobrenome.

3 – Escreva um resumo
Quanto mais completa for sua página no LinkedIn mais interesse ela despertará nos recrutadores, por isso, aproveite para adicionar um bom resumo ao seu perfil. Crie um pequeno texto para se apresentar, falar sobre seus interesses e habilidades, além de explicar seus objetivos profissionais.

4 – Apresente seu currículo
Um dos pontos mais fortes de um perfil no LinkedIn é a formação acadêmica. Por isso, aproveite essa ferramenta para expor seus certificados, diplomas e outras certidões que contribuíram para sua carreira.

5 – Invista nas palavras-chave
Selecione algumas palavras que se relacionem com sua profissão, personalidade ou experiência profissional, e as utilize ao longo do perfil. As chamadas palavras-chave (liderança, SEO, Microsoft Office, etc.), são formas eficientes de alavancar seu perfil nas ferramentas de busca do Google.

6 – Crie um perfil em outro idioma
Falar outra língua atualmente já não é mais um diferencial, e grande parte das empresas, principalmente as multinacionais, procuram um profissional bilíngue, portanto, adicione um perfil em outro idioma à sua página no LinkedIn. Em muitos casos o recrutador pode procurar por palavras-chave em inglês, por exemplo, e se o seu perfil estiver em inglês, as chances de você ser encontrado por esse recrutador são maiores.

7 – Acrescente links para outras redes sociais
Para facilitar a comunicação, – já que o LinkedIn não é a melhor plataforma para bate-papos –, e até fornecer mais dados sobre você, adicione outros perfis à sua página profissional. Endereços de e-mail, Twitter, Facebook, e outras redes sociais podem ser associadas à sua conta.

8 – Mantenha o perfil atualizado
De nada adianta ter uma conta no LinkedIn, mas não atualizá-la regularmente. Pelo menos uma vez por mês é preciso movimentar o perfil, seja atualizando a foto de perfil ou de capa, ou adicionando uma habilidade nova.

9 – Exerça a pró-atividade
Siga empresas de seu interesse, interaja com suas conexões, publique textos de sua autoria, pesquise sobre profissionais que você admira e tente fazer um contato com essas pessoas, torne-se visível para os recrutadores.

10 – Cuide da escrita
Por ser essencialmente textual, o LinkedIn exige dos profissionais uma habilidade extra com a língua portuguesa. Erros de português como acentuação, concordância e gramática somam pontos negativos à avaliação dos recrutadores.

Gostou das dicas? Que tal colocá-las em prática hoje mesmo e dar um up no seu perfil profissional? Utilizando corretamente todas as ferramentas que o LinkedIn oferece, você traça seu próprio caminho para o tão sonhado sucesso profissional.

 

Como fazer marketing nas mídias sociais?

É difícil conhecer uma empresa que ainda não tenha marcado presença nas redes sociais. Pois, inevitavelmente, é onde o consumidor busca informações sobre elas. Porém, para que esse processo de busca seja benéfico aos seus negócios é preciso que seu cliente encontre um trabalho bem feito quando o procurar. Afinal, querendo ou não, a imagem que sua empresa passa nas redes pode determinar a sua credibilidade.

O marketing nas redes sociais tem sido um dos segmentos que mais cresce em todo o mundo. Além de tendência, ele se tornou um caminho sem volta e é preciso estar bem orientado para não se perder nesse trajeto.

As redes sociais funcionam hoje, principalmente, com o objetivo de criar um laço de relacionamento com seu cliente. Elas têm sido, há alguns anos, o canal ideal para criação desses pontos de contato.

A divulgação em mídias sociais obedece a uma mecânica própria, mais sutil e estruturada do que a verificada em links patrocinados e SEO, por exemplo. Usamos as redes sociais como ferramenta de promoção de uma marca, divulgação de produtos ou serviços e, também de ações que aproximem o cliente da empresa.

Nas campanhas de marketing em redes sociais, os profissionais de marketing digital fazem uso das ferramentas oferecidas pelas redes como Facebook, Instagram, Twitter, Google+ e outras, dependendo do caso e segmento de atuação da empresa.

E vale a pena investir?

Sim! O marketing nas redes sociais traz retorno e a grande vantagem dessa opção de marketing é chance de aproximação do público-alvo, de maneira mais pessoal, dirigida e segmentada. Através dela podemos nos aproximar de forma mais efetiva do consumidor e conhecer suas necessidades e anseios.

Mas atenção: essa é uma estratégia de médio a longo prazo. Os resultados começam a aparecer de verdade depois de algum tempo de trabalho, afinal, relacionamentos não são criados da noite para o dia.

 

Quer melhorar o posicionamento da sua empresa nas redes sociais?

Conte com a Digideias para isso.