15 tendências para o mundo pós pandemia

A pandemia do novo coronavírus afetos o dia-a dia e todos, as formas de
comunicação, de consumo, de educação, trabalho, entre muitas outras, algumas
dessas novas formas de comportamento vieram para ficar, confira abaixo quais são:
1- O uso de Learning Experience Design cada vez mais presente. Com as restrições
para impedir o avanço do COVID-19, muitas instituições de ensino tiveram que
adotar o modelo de ensino à distância, dessa forma o Learning Experience Design
se torna indispensável para o ensino contínuo.
2 – Telemedicina, pela quantidade de médicos X pacientes, a medicina usufruiu da
tecnologia de modo a conseguir atender um maior número de pessoas. O
diagnóstico básico à distância deve continuar no pós-pandemia.
3- Ninguém esperava a chegada dessa crise, isso fez com que muitas pessoas
passassem por situações difíceis financeiramente. Uma tendência para o
pós-pandemia é o de ter mais poupança e economizar mais.
4- E-commerce, não há dúvidas que este modelo de negócio cresceu muito durante
a pandemia, por suas vantagens de não depender de espaço físico e ser prático, o
e-commerce deve permanecer após o fim da pandemia.
5- No início da pandemia, pode-se perceber o quão nós impactamos em questões
ambientais, as empresas então estão cada vez mais investindo em ações para
cuidados climáticos, portanto a mudança de clima deve ser um assunto a ser
valorizado no mundo pós-pandemia.
6- Esperasse que as fake news perca espaço dentro das notícias. Desde o início da
pandemia houve a disseminação de inúmeras fake news, agora com canais com
mais transparência, as fake news vão ser cada vez menos disseminadas.
7- Valorização da saúde mental, com o modelo de trabalho home-office muitos
trabalhadores ficaram isolados, afetando sua saúde mental, isso fez com que as
empresas auxiliassem os seus funcionários nessas questões.
8- Empreendimento social, o número de pessoas vulneráveis cresceu com a
pandemia, muitas empresas então investiram em áreas como saúde, educação,
energia, a fim de fazer o bem.
9- Alimentos saudáveis, não foi somente a saúde mental que ganhou atenção
durante esse período, a mudança de alimentação foi foco de muitas pessoas que
começaram a comer mais saudável, investindo em seu bem-estar.
10- Home-office, este modelo de trabalho se mostrou valioso para as empresas,
com ele o gasto de energia, aluguel, internet, entre outros gastos com o escritório
diminuem.
11- As reuniões virtuais, as viagens a negócios diminuíram com as restrições por
conta do novo coronavírus, podendo ser feitas virtualmente, fazendo com que os
custos de viagem diminuíssem.
12- Casas com espaços para escritório, como dito acima, o home-office veio para
ficar, isso faz com que as casas tenham que se adaptar para reservar um comodo
para que seja um local de trabalho.
13- Sem fronteiras para trabalho, o hom-office também abriu oportunidade de
trabalhar em uma cidade, estado ou país diferente do qual você mora. Fazendo com
que as empresas aprendam a atrair os talentos internacionais.
14- Turismo forte, com o fim da pandemia, podendo sair sem preocupações, o
turismo será valorizado, ver paisagens naturais, ir a locais históricos e poder viajar.
15- Novas tecnologias, as tecnologias se mostraram vitais com a pandemia,
empresas que não se adaptaram e adotaram as tecnologias não resistiram à crise
que veio junto a esse período. Investir em novas tecnologias é uma tendência que
veio para ficar

Instagran já trabalha com ferramenta similar ao Club House.

Instagram trabalha em ferramenta similar ao Clubhouse com criptografia de ponta a ponta Com o sucesso do Clubhouse – aplicativo de conversas apenas por áudios, até o momento exclusiva para IPhones (IOS), e para quem recebe convites de já usuários, contém 10 milhões de contas e está avaliado em US$1 bilhão – o instagram está preparando uma cópia com criptografia de ponta a ponta. Após o desenvolvedor especialista em engenharia reversa, Alessandro Paluzzi compartilhar imagens no twitter com o novo recurso, surgiram rumores de que o Instagram estaria desenvolvendo um recurso muito semelhante ao do Clubhouse, onde os anfitriões permitem quem e quando pode falar.

Nas imagens compartilhadas é possível observar no canto superior direito o ícone de microfone, e “Loading” ao lado do microfone, que leva a pensar que isso permitirá o início de uma nova sala de bate papo por áudio, e que possa ativar e desativar a fala de alguém de dentro da sala. Com essa nova ferramenta ativa, o Instagram deve se beneficiar da tendência de salas de conversas por áudios, visto que o número de usuários do Instagram em comparação ao Clubhouse, que é muito restrito. A nova ferramenta ainda contará com criptografia de ponta a ponta, a mesma usada nas conversas do WhatsApp, ao abrir uma nova conversa no direct o símbolo de cadeado mostrará que a conversa estará segura. A criptografia de ponta a ponta do Instagram está avançando com o plano de Mark Zuckerberg de integrar as plataformas de trocas de mensagem – WhatsApp, Instagram (direct) e Messenger – que permitirá que os usuários mesmo em plataformas diferentes se comuniquem.

Redes sociais aumentam em 40% sua audiência durante a pandemia.

As mudanças de hábitos vindas do isolamento social causada pela pandemia do novo coronavírus está afetando o mundo digital. Não tendo a possibilidade de se encontrar pessoalmente, as redes sociais são uma alternativa para poder se comunicar com outras pessoas.
Durante a pandemia o número de usuários nas plataformas digitais aumentaram, segundo pesquisa da Kantar, houve um crescimento de 40% nas redes sociais.

O Twitter teve número recorde de 186 milhões de usuários no segundo trimestre de 2020, um número 34% maior em relação ao mesmo período de 2019. Outra rede que teve crescimento notável foi o Tik Tok, que teve mais de 1 bilhão de downloads apenas em Android, ultrapassou Facebook e WhatsApp.
O número de engajamento e conteúdo online aumentaram significativamente nesse período, cresceu o número de influencers digitais e artistas fazendo lives, tanto no Facebook quanto no YouTube. Durante 2020 houveram festivais e artistas que realizaram lives com shows para incentivar que as pessoas que pudessem, ficassem em casa de modo a evitar a disseminação do coronavírus.
Além das redes sociais, as plataformas de chamada de vídeo como Google Meet e Zoom, tiveram grande importância, visto que muitos trabalhadores foram para o Home Office.

Em relatório feito pelo site App Annie, especializado no mercado
mobile, o Zoom alcançou o quarto lugar, enquanto o Google Meet ficou em sétimo lugar de app com maior número de Downloads.
Não há previsão do fim da pandemia, porém o modo de se relacionar com seu público mudou, as estratégias de marketing digital não serão mais as mesmas. Há muitas possibilidades para aproveitar esse movimento crescente em plataformas digitais, aumentando o alcance de sua marca e engajamento.