O USO DE DRONES ESTÁ BEM PRÓXIMO

Os drones ainda não vão entregar aquele lanche na sua casa, mas a ideia já está sendo estudada por indústrias para que as aeronaves não tripuladas possam fazer entregas. O uso dos drones em áreas urbanas ainda é muito restrito, por conta da quantidade de grandes prédios.

No Brasil as indústrias já tem autorização de usar drones como uma forma de otimizar a logística, transportando peças por galpões e evitando que máquinas fiquem paradas de forma desnecessária.

Já existem rumores de que a partir do ano que vem os drones poderão ter autorizações para serem usados em instituições privadas. A agilidade é umas das maiores vantagens desse meio, que poderá fazer a entrega muito mais rápida que uma moto, por exemplo.

A empresa americana Zipline que atua na África, transporta insumos médicos em locais que são praticamente impossíveis de chegar veículos. Desde 2016, já realizaram mais de 16 mil entregas. Segundo a empresa, o tempo médio é de 30 minutos, se o serviço fosse realizado por um caminhão levaria cerca de 5 horas.

No Brasil a empresa de medicamentos SMX já fez 30 entregas usando drones no interior de São Paulo. Especialistas acreditam que em pouco tempo, diversos outros produtos poderão ser entregues via drones, facilitando para empresas e consumidores.

Fonte: G1

Facebook pretende integrar mensagens entre WhatsApp, Instagram e Messenger

O Facebook quer integrar as mensagens enviadas entre as suas plataformas, tornando possível que os usuários usem aplicativos diferentes para conversar. O jornal The New York Times foi quem divulgou as informações desse novo projeto.

A ideia da integração entre WhatsApp, Instagram e Facebook, veio do diretor-executivo do Facebook Mark Zuckerberg. Está previsto que a mudança aconteça entre final de 2019 e início de 2020.

Todos os aplicativos vão continuar funcionando separadamente, apenas o bate-papo que será integrado entre as redes. Será possível enviar do WhatsApp uma mensagem direta pra alguém do facebook por exemplo.

Fonte: TecMundo

CHINA APOSTA EM CELULAR COM TELA DOBRÁVEL

O tempo dos celulares que dobram, mais conhecidos como celulares de flip já passou. Depois que a tecnologia apresentou as telas sensíveis ao toque, os aparelhos antigos foram deixados de lado. Mas será que eles podem voltar de uma maneira mais moderna?

Na maior feira de tecnologia do mundo, a CES, uma empresa chinesa conhecida por Royole apresentou um celular dobrável: o FlexPai. O aparelho tem a tela dobrável em até 180 graus e a sua tela é de 7,8 polegadas. Na verdade, são três telas: primária, secundária e borda.

Além de versátil, o aparelho tem uma tela 5 vezes mais fina e 10 vezes mais leve do que outros celulares. O maior objetivo da fabricante é acabar com as telas que quebram e oferecer um celular que resolve o problema de portabilidade e tela grande.

O FlexPai está em pré-venda nos Estados Unidos. É oferecido com 128 GB de memória, por US$ 1.318, ou 256 GB, por US$ 1.469.

Fonte: G1

TVs podem ser controladas por ondas cerebrais em projeto da Samsung

Já imaginou poder trocar de canal usando apenas o pensamento? Esse é um projeto desenvolvido pela Samsung da Suíça. Eles criaram um software que tem como objetivo facilitar a vida de pessoas com deficiências físicas, para que consigam navegar pela TV.

O software foi desenvolvido em parceria com o Centro de Neuropróteses da Escola Politécnica Federal de Lausana, na Suíça. Através das ondas cerebrais, é possível controlar recursos como canal e ajuste de volume. O sistema é para as TV’s Smart da Samsung.

Para que os comandos sejam emitidos, o software precisa ser calibrado para que entenda o usuário, por isso é necessário o uso de um capacete com 64 sensores e um rastreador ocular que é conectado à TV.

Atualmente, a Samsung trabalha em tecnologias que usam ondas cerebrais para fins de acessibilidade, esse protótipo atual levou 3 meses para ser desenvolvido. A empresa coreana planeja, em breve,  começar a fazer testes em hospitais da Suíça.

Fonte: Daniel Junqueira/Olhar Digital

Google Maps anuncia chat para conversar com estabelecimentos durante a rota

A Google anunciou recentemente uma nova função no Google Maps. A partir de agora o serviço de pesquisa e visualização de mapas, oferece um chat para facilitar a vida dos usuários. A nova função vai possibilitar conversas com diferentes estabelecimentos comerciais.

É muito parecido com um serviço de atendimento ao consumidor, mas direto pelo Google Maps. Ali é possível tirar dúvidas sobre horários de funcionamento, preços de produtos, entre outros.

Os estabelecimentos que quiserem fazer parte da nova função, precisarão ter um Business Profile no Google para conseguir falar com os seus clientes através do chat.

Segundo a Google, esse novo recurso está sendo liberado para vários países. O chat deve aparecer no menu de opções lateral do Google Maps.