O USO DE DRONES ESTÁ BEM PRÓXIMO

Os drones ainda não vão entregar aquele lanche na sua casa, mas a ideia já está sendo estudada por indústrias para que as aeronaves não tripuladas possam fazer entregas. O uso dos drones em áreas urbanas ainda é muito restrito, por conta da quantidade de grandes prédios.

No Brasil as indústrias já tem autorização de usar drones como uma forma de otimizar a logística, transportando peças por galpões e evitando que máquinas fiquem paradas de forma desnecessária.

Já existem rumores de que a partir do ano que vem os drones poderão ter autorizações para serem usados em instituições privadas. A agilidade é umas das maiores vantagens desse meio, que poderá fazer a entrega muito mais rápida que uma moto, por exemplo.

A empresa americana Zipline que atua na África, transporta insumos médicos em locais que são praticamente impossíveis de chegar veículos. Desde 2016, já realizaram mais de 16 mil entregas. Segundo a empresa, o tempo médio é de 30 minutos, se o serviço fosse realizado por um caminhão levaria cerca de 5 horas.

No Brasil a empresa de medicamentos SMX já fez 30 entregas usando drones no interior de São Paulo. Especialistas acreditam que em pouco tempo, diversos outros produtos poderão ser entregues via drones, facilitando para empresas e consumidores.

Fonte: G1

Facebook pretende integrar mensagens entre WhatsApp, Instagram e Messenger

O Facebook quer integrar as mensagens enviadas entre as suas plataformas, tornando possível que os usuários usem aplicativos diferentes para conversar. O jornal The New York Times foi quem divulgou as informações desse novo projeto.

A ideia da integração entre WhatsApp, Instagram e Facebook, veio do diretor-executivo do Facebook Mark Zuckerberg. Está previsto que a mudança aconteça entre final de 2019 e início de 2020.

Todos os aplicativos vão continuar funcionando separadamente, apenas o bate-papo que será integrado entre as redes. Será possível enviar do WhatsApp uma mensagem direta pra alguém do facebook por exemplo.

Fonte: TecMundo

CHINA APOSTA EM CELULAR COM TELA DOBRÁVEL

O tempo dos celulares que dobram, mais conhecidos como celulares de flip já passou. Depois que a tecnologia apresentou as telas sensíveis ao toque, os aparelhos antigos foram deixados de lado. Mas será que eles podem voltar de uma maneira mais moderna?

Na maior feira de tecnologia do mundo, a CES, uma empresa chinesa conhecida por Royole apresentou um celular dobrável: o FlexPai. O aparelho tem a tela dobrável em até 180 graus e a sua tela é de 7,8 polegadas. Na verdade, são três telas: primária, secundária e borda.

Além de versátil, o aparelho tem uma tela 5 vezes mais fina e 10 vezes mais leve do que outros celulares. O maior objetivo da fabricante é acabar com as telas que quebram e oferecer um celular que resolve o problema de portabilidade e tela grande.

O FlexPai está em pré-venda nos Estados Unidos. É oferecido com 128 GB de memória, por US$ 1.318, ou 256 GB, por US$ 1.469.

Fonte: G1

TVs podem ser controladas por ondas cerebrais em projeto da Samsung

Já imaginou poder trocar de canal usando apenas o pensamento? Esse é um projeto desenvolvido pela Samsung da Suíça. Eles criaram um software que tem como objetivo facilitar a vida de pessoas com deficiências físicas, para que consigam navegar pela TV.

O software foi desenvolvido em parceria com o Centro de Neuropróteses da Escola Politécnica Federal de Lausana, na Suíça. Através das ondas cerebrais, é possível controlar recursos como canal e ajuste de volume. O sistema é para as TV’s Smart da Samsung.

Para que os comandos sejam emitidos, o software precisa ser calibrado para que entenda o usuário, por isso é necessário o uso de um capacete com 64 sensores e um rastreador ocular que é conectado à TV.

Atualmente, a Samsung trabalha em tecnologias que usam ondas cerebrais para fins de acessibilidade, esse protótipo atual levou 3 meses para ser desenvolvido. A empresa coreana planeja, em breve,  começar a fazer testes em hospitais da Suíça.

Fonte: Daniel Junqueira/Olhar Digital

Google Maps anuncia chat para conversar com estabelecimentos durante a rota

A Google anunciou recentemente uma nova função no Google Maps. A partir de agora o serviço de pesquisa e visualização de mapas, oferece um chat para facilitar a vida dos usuários. A nova função vai possibilitar conversas com diferentes estabelecimentos comerciais.

É muito parecido com um serviço de atendimento ao consumidor, mas direto pelo Google Maps. Ali é possível tirar dúvidas sobre horários de funcionamento, preços de produtos, entre outros.

Os estabelecimentos que quiserem fazer parte da nova função, precisarão ter um Business Profile no Google para conseguir falar com os seus clientes através do chat.

Segundo a Google, esse novo recurso está sendo liberado para vários países. O chat deve aparecer no menu de opções lateral do Google Maps.

Novidade: WhatsApp irá exibir anúncios no Status

Chris Daniels, vice-presidente do WhatsApp, confirmou na última quarta-feira, 31, que o serviço de mensagens passará a exibir anúncios ao lado do já popular recurso Status.

Utilizado também nas demais plataformas pertencentes ao Facebook, como a versão Stories do Instagram, o Status exibe durante 24 horas, para todos os contatos, uma combinação de texto, fotos e vídeos.

Implementado no WhatsApp no início de 2017, o recurso conta hoje com cerca de 450 milhões de usuários ativos diariamente, se tornando, portanto, uma boa ferramenta para empresários e para a publicidade.

A mudança pode ser uma estratégia do Facebook de monetizar o serviço, já que os usuários não pagam para usar o aplicativo, e de variar suas fontes de renda através do próprio WhatsApp e das demais ferramentas como Messenger e Instagram.

De acordo com os últimos relatórios da rede social, a tendência é que a base de usuários do Facebook sofra estagnação e até mesmo queda em determinadas regiões, resultando nessa busca por alternativas de faturamento nas demais plataformas da corporação.

 

Dicas para o seu e-commerce na Black Friday

Dia 23 de novembro está se aproximando e surge a pergunta que não quer calar: seu #e-commerce já está preparado para esta data? Não??? Então para te ajudar, nós da #DIGIDEIAS vamos dar mãozinha com algumas sugestões de como melhorar a sua presença no evento mais importante do comércio online no ano.

Para começar, hoje vamos falar sobre a comunicação visual da sua loja. Muitos dos seus concorrentes não se importam com isso, mas é uma ótima ideia personalizar 100% da identidade do site e suas redes sociais com o tema, visando chamar a atenção do cliente e deixando-o antenado em suas promoções.

Então vamos lá:

1 – Deixe o site com o fundo preto para gerar um maior contraste com os outros elementos (banners, pop-ups) e criar uma atmosfera com a campanha em um todo;

2 – Utilize banners coloridos que sejam contrastantes com as cores da sua marca e que evidenciem os produtos em promoção;

3 – Seja prudente ao usar vídeos e animações dentro do site, para que os mesmos não desviem a atenção do cliente do foco principal;

4 – Crie banners específicos com os produtos em promoção e deixe-os em destaque até o dia do Black Friday;

5 – Agrupe os produtos por tipo, linha, faixa de preço ou seções especiais e crie links que levem o cliente a encontrar o que procura de forma simples e descomplicada;

6 – Insira selos especiais com chamadas nos produtos que participam da promoção, informando os benefícios que o cliente terá na sua compra.

Exemplo:

Últimas peças,

Até 80% off,

Frete grátis,

Somente hoje,

“de xx por xx”,

“parcelamos em até xx”;

7 – Use contadores regressivos para transmitir urgência e acelerar o processo de decisão do cliente. Exemplo: Esta promoção termina em xx horas e xx minutos;

8 – Ofereça cupons de descontos exclusivos para serem usados na próxima compra após o Black Friday.

A campanha exige planejamento, preparação e motivação para que a sua campanha seja um sucesso, mas no final com certeza valerá a pena.

Não espere mais e corra fazer estas alterações que ainda dá tempo de se destacar na Black Friday, também não deixe de acompanhar mais dicas como estas em nosso blog.

Boas vendas!

Como proteger a sua conta do WhatsApp para não ser invadida

Cada vez mais os usuários na internet sofrem por ter as suas contas invadidas. No caso do WhatsApp, alguns descuidos na hora de usar o aplicativo pode facilitar a invasão.

Durante a campanha presidencial desse ano, muitas pessoas entre elas jornalistas e políticos, tiveram as suas contas hackeadas, fazendo com que a Polícia Federal iniciasse uma investigação para descobrir os autores da ação.

Mas muitas pessoas ainda se perguntam: É possível invadir uma conta de WhatsApp? Sim, é possível! Por isso separamos algumas dicas do Hacker e Especialista da Informação Igor Rincon, para evitar que isso aconteça. Ele também explica como os invasores agem:

Troca de número do WhatsApp: Nesse caso é enviado via SMS um código que aparece na tela do celular como uma notificação. Caso o invasor tenha acesso físico ao celular da vítima, ele pode pegar a sequência numérica e entrar na conta.

WhatsApp Web: Se uma pessoa tiver acesso ao celular desbloqueado, ela consegue habilitar o WhatsApp Web em outro computador e, com isso, abrir as conversas e os históricos sem alertar o dono da conta.

Programa Malicioso: A pessoa pode instalar um programa no aparelho. Se for o caso de um malware, é possível acessar as fotos do celular e outras informações privadas que estão salvas fora do WhatsApp.

Existem também golpes sofisticados que podem roubar registros do WhatsApp e até clonar o chip da vítima.

Como se proteger

O WhatsApp oferece um recurso de segurança com verificação que pode ser habilitado em duas etapas. Toda vez que o aplicativo for ativado em outro celular, ele vai pedir um código de seis dígitos.

Também é possível mudar as configurações para não exibir notificações do app na tela do celular.

Não clique em promoções enviadas pelo aplicativo e instale um antivírus.

Fonte: Portal R7

iPhone XR já chegou nos EUA com o valor mais barato da linha atual

A Apple já começou a vender o novo iPhone XR nos Estados Unidos e também na China. Da atual linha da empresa, essa é a versão mais barata com o preço de U$$ 749.

Esse novo modelo de iPhone foi apresentado em setembro do ano passado e ainda não há informações sobre quando o XR chegará no Brasil, mas a Apple já adiantou que por aqui ele vai ser vendido a partir de R$ 5.199.

Sobre o XR

O aparelho é feito em alumínio aeroespacial, tem uma tela de 6,1 polegadas e está disponível nas cores branca, preta, amarela, vermelha, azul e coral. O XR tem o display LCD mais avançado da indústria, com um novo design de retroiluminação que possibilita ampliar a tela até a borda. A parte de trás em vidro permite recarregar sem fio. O aparelho conta ainda com Face ID Avançado e um sistema de câmera inovador.

Essa nova linha chega para substituir o iPhone 8, iPhone X e iPhone 8 Plus.

Os fãs da marca aguardam ansiosos pelo lançamento no Brasil!

Google Lens: saiba o porquê você não pode deixar de fazer o download

Entre os 69 aplicativos elaborados pela Google, e disponíveis em sua loja digital para usuários de Android e iOS, destaca-se mais um: o Google Lens.

Trata-se de uma inteligência artificial que, a partir da câmera de seu celular, é capaz de ler, e interpretar, imagens e textos e buscar informações correspondentes na internet.

Basta mirar o dispositivo fotográfico de seu smartphone e pronto! Essa ferramenta te ajudará a traduzir frases – ou copiá-las e colá-las em seu celular –, a procurar por produtos semelhantes na web, a pesquisar por avaliações, ou informações, sobre um estabelecimento comercial ou, ainda, identificar espécies de plantas e animais. Como demonstram as fotos a seguir.

Tudo isso com apenas um click!

Como tê-lo

Criado em maio de 2017, o Google Lens já dispõe de uma versão em português e pode ser adquirido gratuitamente na Google Play. Celulares com sistema operacional móvel Android podem apenas solicitar a atualização deste aplicativo.

E aí? Gostou dessa novidade? Para mais conteúdos como este basta continuar acompanhando o nosso blog.